Visualizar
Loading...

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Destaques PMMG


foto

Cel Bicalho abre Congresso de Comunicação

O Chefe do Estado-Maior da PM, Cel Bicalho, abriu na manhã desta quinta-feira, o I Congresso Brasileiro de Comunicação Organizacional das Polícias Militares, que acontece até esta sexta-feira, 28/08, em Jaboticatubas/MG.
foto

Relacionamento PM e Imprensa

O diretor de jornalismo do grupo Bandeirantes, em Minas Gerais, Júlio Prado, fez a palestra magna do I Congresso Brasileiro de Comunicação Organizacional das Polícias Militares. Cerca de 60 participantes fizeram perguntas e conversaram sobre a relação entre a polícia e a imprensa.
foto

CONGRESSO

Integrantes das Polícias Militares de vários Estados Brasileiros começam a chegar a para o I Congresso Brasileiro de Comunicação Organizacional das Polícias Militares. Confira a programação.

Visualizar

Polícia Civil realizou operação após 10 meses de investigações.
Membros do grupo criminoso são investigados por explosões a caixas.

Do G1 Grande Minas
Dez pessoas foram presas na operação "Cachorro doido" (Foto: Polícia Civil)Dez pessoas foram presas na operação da PC
(Foto: Polícia Civil)
Dez pessoas foram presas e um menor apreendido na manhã desta quinta-feira (27) em uma operação da Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, em Espinosa, no Norte de Minas.

Segundo a PC, o objetivo da ação denominada “Cachorro Louco” é desarticular um grupo criminoso que tem envolvimento com o tráfico de drogas e porte ilegal de armas na cidade. Alguns membros também são investigados por explosões a caixas eletrônicos em cidades do Norte de Minas e Sul da Bahia.

Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão em locais identificados como possíveis esconderijos de drogas e armas. A polícia apreendeu 90 pedras de crack e uma revólver. O menor foi encaminhado à delegacia e os 10 detidos levados para o presídio de Espinosa.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a operação foi deflagrada após 10 meses de investigações.
Visualizar

Em MG, menor é detido com meio kg de maconha e 140 pedras de crack

Segundo a PM, drogas estavam enterradas em dois buracos. 
Adolescente tem 17 anos; ele foi detido na Avenida dos Andradas. 

Do G1 Grande Minas
Drogas estavam enterradas (Foto: Divulgação / Polícia Militar)Drogas estavam enterradas (Foto: Divulgação / Polícia Militar)
Um adolescente de 17 anos foi apreendido com meio quilo de maconha e 140 pedras de crack, na Vila Sion, em Montes Claros (MG), nesta terça-feira (25). A droga estava enterrada em um buraco.
Uma equipe da Polícia Militar fazia patrulhamento na região, quando recebeu informações de que o jovem estava traficando. Os militares foram até a Avenida Andradas, onde viram o menor desenterrando os entorpecentes. Ao ser questionado, ele ainda mostrou onde havia escondido mais drogas e dois rádios.
O adolescente foi levado para a delegacia junto com o material apreendido.
Visualizar

Homem é preso com três tabletes de maconha em Montes Claros, MG

Ele foi detido no Bairro Conferência Cristo Rei.
Suspeito disse que recebeu R$ 30 para guardar a droga.

Do G1 Grande Minas
Suspeito disse que não conhece o dono da droga e recebeu dinheiro para guardar (Foto: Divulgação / PM)Suspeito disse que ganhou R$ 30 para
guardar a droga (Foto: Divulgação / PM)
Um homem de 47 anos foi preso nesta terça-feira (25) suspeito de tráfico de drogas, no Bairro Conferência Cristo Rei, em Montes Claros (MG).
Segundo informações da Polícia Militar, o homem estava em atitude suspeita e foi abordado durante um patrulhamento. Os militares apreenderam três tabletes de maconha.

Ele disse à PM que recebeu R$ 30 para guardar a droga em casa. O suspeito foi encaminhado à delegacia, juntamente com o material apreendido.
Visualizar

Seis jovens e cinco adolescentes foram flagrados em porta de escola.
Suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil.

Do G1 Zona da Mata
Faca apreendida em Barbacena (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Faca foi apreendida com adolescente
(Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Cinco jovens e seis adolescentes foram detidos durante um patrulhamento escolar emBarbacena, no Campo das Vertentes, nesta quarta-feira (26). A Polícia Militar (PM) os abordou após receber denúncia de que grupos rivais dos bairros Boa Morte e Nove de Março iriam brigar em frente a uma escola estadual.
A PM informou que o motivo é que alunas de uma escola teriam brigado dias antes. Durante a abordagem, os militares encontraram um canivete com um dos adolescentes. Com uma garota, foram apreendidas duas facas.
O grupo foi detido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Barbacena, que não informou outros detalhes sobre a ocorrência.
Visualizar

PM prende ladrão que usava 'chupa cabra' em banco de Divinópolis

Clientes denunciaram desaparecimento de dinheiro em contas.
Criminoso foi preso em flagrante no Banco do Brasil.

Do G1 Centro-Oeste de Minas
DIV Polícia Militar Chupa-Cabra Divinópolis (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Objetos apreendidos com suspeito em Divinópolis
(Foto: Polícia Militar/Divulgação)
A Polícia Militar (PM) prendeu nesta terça-feira (27) um homem suspeito de instalar dispositivos de captação de dados de cartões bancários em caixas eletrônicos. Os equipamentos, conhecidos por "chupa cabras", foram instalados no Banco do Brasil em Divinópolis. Segundo a PM, o gerente da agência procurou os militares com filmagens do criminoso, que foi preso em flagrante.
De acordo com a polícia, o homem esperava momentos de pouco movimento na agência para instalar o aparelho. No dia seguinte as pessoas lesadas identificavam compras e saques nas próprias contas. Após investigações do setor de inteligência da PM, o suspeito foi preso na agência, quando se preparava para agir novamente. Ele foi levado para a delegacia de Polícia Civil da cidade.
Visualizar

Operação prendeu 38 no estado de São Paulo e um no RJ.
Fraude começou a ser investigada após denúncia de vítima de Minas.

Raquel FreitasDo G1 MG

Trinta e nove pessoas foram presas nesta quarta-feira (26) na operação “Pecus” contra um grupo suspeito de aplicar golpes em servidores públicos, pensionistas e militares de todo o Brasil. Dos presos, 38 foram detidos no estado de São Paulo, e um foi detido no Rio de Janeiro.
"O núcleo essencial da organização criminosa era sediado no estado de São Paulo e, especialmente, na capital e na cidade de Praia Grande. E eles possuíam núcleos acessórios em diversas cidades do interior de São Paulo e na capital do Rio de Janeiro", afirmou o delegado da Polícia Civil Daniel Araújo.
A operação foi realizada pela Força Integrada de Combate do Crime Organizado de Minas (FICCO), composta pela Polícia Federal (PF), Polícia Civil, Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros e Seds-MG, a partir da denúncia de uma vítima de Minas. Ela foi lesada em cerca de R$ 1 milhão. O nome da operação é uma referência à palavra pecúlio, que significa reserva em dinheiro ou patrimônio.
De acordo com a polícia, grupo era liderado por mulheres (Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)De acordo com a polícia, grupo era liderado por
mulheres (Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)
De acordo com o delegado da Polícia Federal Flávio Albergaria, a quadrilha chegava a enviar 2 mil cartas por semana e também fazia contato por telefone e e-mail. A suposta empresa se chamava Ana Previ e possuía até um site.
O delegado explicou que o grupo usava processos judiciais verdadeiros que já tinham existido e informava às vítimas que o benefício tinha sido estendido para elas. Depois disto, era pedido um depósito de 10% do suposto valor do benefício. Ainda segundo Albergaria, os valores repassados chagavam a até R$ 1 milhão, fazendo a pessoa acreditar que ela precisava depositar mais para receber mais.
"Eles faziam falsas notificações para as vítimas de supostos créditos de benefícios previdenciarios, aos quais as vítimas teriam direito. As vítimas recebiam, em suas residências, falsas notificações desses créditos e entravam em contato com os golpistas. Os golpistas se passavam por escritórios de advocacia e exigiam que fossem adiantados valores a título de custas judiciais e impostos. As vítimas adiantavam valores para os criminosos, que realizavam depósitos fictícios na conta das vítimas", explicou.
A quadrilha era liderada por mulheres, e uma delas era a chefe do esquema. Ela foi presa em São Paulo. Um filho da suspeita, adolescente, foi detido durante a operação por porte de armas, mas não estava envolvido no esquema, segundo a polícia.
Operação prendeu suspeitos de fraude em São Paulo e no Rio de Janeiro (Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)Operação prendeu suspeitos de fraude em São
Paulo e no Rio de Janeiro (Foto: Gil Leonardi/
Imprensa MG)
"Uma característica marcante dessa organização criminosa é que ela é especialmente liderada por mulheres", disse Araújo. Ainda de acordo com o delegado, muitos parentes estariam envolvidos na fraude. "Era uma organização criminosa que tinha as feições de uma empresa. Só que, por ser um negócio não lícito, eles precisavam cooptar pessoas de confiança. Então, os chefes cooptavam seus parentes mais próximos e eles eram as pessoas que tinham as vidas mais confortáveis", disse.
Conforme Albergaria, os envolvidos no esquema agiam de maneira ousada. "Eles eram bastante ousados, debochavam das vítimas, não se importavam se eram policiais, se eram militares, se eram membros do Judiciário ou do Ministério Público. (...) Teve vítima que estava fazendo quimioterapia, em estado terminal", destacou o delegado da PF.
O valor movimentado pela quadrilha por meio do golpe é de R$ 10 milhões, de acordo com os policiais. Durante a operação, foram apreendidos R$ 250 mil em dinheiro, carros – sendo três de luxo –, duas armas, além de material que servirá como prova para as investigações.
Os 39 suspeitos presos vão ser trazidos para Belo Horizonte e depois encaminhados para unidades do sistema prisional.
O chefe da Polícia Civil, Wanderson Gomes, afirmou que esta foi a maior operação realizada pelas forças policiais de Minas Gerais. A ação ainda prossegue na tentativa de cumprir mais mandados de prisão.
Cidades onde os suspeitos foram presos
Dezoito pessoas foram presas em São Paulo, dez em Praia Grande, cinco em Atibaia, duass emDiadema, uma em Santo André, uma em São Bernardo e uma em Itapevi. Ainda há um adolescente apreendido em SP. Uma pessoa foi presa no Rio de Janeiro.
Visualizar

Segundo corporação, ele ofereceu joias para não ser preso.
Além do material apreendido, carro clonado foi recolhido e mulher detida.

Do G1 MG
Um homem suspeito de roubar joalherias em todo o país foi preso nesta terça-feira (25) em um hotel, no Centro de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar, ao ser abordado, ele tentou subornar os agentes com joias roubadas supostamente na Bahia.
A PM chegou ao suspeito de 42 anos, após uma denúncia. No momento da abordagem, ele ofereceu o material aos militares. Os policiais fingiram que aceitaram a proposta e receberam uma bolsa com anéis, pulseiras, brincos e relógios.
Homem é preso após tentar subornar PM com joias em Belo Horizonte (Foto: Reprodução/ TV Globo)Homem é preso após tentar subornar PM com joias em Belo Horizonte. Mulher também foi detida (Foto: Reprodução/ TV Globo)
Uma mulher de 29 anos também foi detida, e um carro com clonado apreendido. Uma criança que estava com o casal foi entregue a um responsável, que veio de Sete Lagoas, na Região Central do estado, conforme a polícia.
A corporação informou que o suspeito tinha passagem por homicídio e contra ele havia um mandado de prisão em aberto por roubo no Norte do estado. Ele ainda usava documentos falsos.
A dupla foi encaminhada para a Central de Flagrantes.
Brincos, aneis, rológios e colares roubados foram apreendidos pela PM. Suspeito usava documento falso (Foto: Reprodução/ TV Globo)Brincos, aneis, rológios e colares roubados foram apreendidos pela PM. Suspeito usava documento falso (Foto: Reprodução/ TV Globo)
Visualizar

Ação reuniu 52 policiais e abordou vários bairros da cidade.
Nenhum crime violento ocorreu durante a operação, diz PM.

Do G1 Centro-Oeste de Minas
Operação reuniu 52 policiais militares em Divinópolis (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Operação reuniu 52 policiais militares em Divinópolis (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
A Polícia Militar (PM) divulgou, no final da tarde desta segunda-feira (24), o balanço da Operação "Guardião", realizada durante toda a manhã em Divinópolis. A ação reuniu 52 policiais militares e abordou vários bairros com o objetivo de combater os índices de criminalidade. De acordo com a PM, nenhum crime violento ocorreu durante a operação. Ao todo, dez boletins de ocorrência foram lavrados.
Durante a operação, 442 pessoas foram abordadas e 80 comércios em vários pontos da cidade foram visitados. A PM também realizou a fiscalização de 144 veículos, sendo que seis foram apreendidos. Também foram lavrados 57 autos de infração de trânsito, uma carteira de habilitação e dois certificados de registro e licenciamento de veículos foram recolhidos.
Visualizar

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Destaques PMMG

Núcleo de Ensino Integrado da Seds realiza curso de polícia comunitária

A Escola de Formação da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), por meio do Núcleo de Ensino Integrado, começou nesta segunda-feira, 24.08, o Curso Nacional de Multiplicador de Polícia Comunitária, com a participação de 45 alunos, entre policiais militares e civis. O principal objetivo é preparar profissionais da área de Segurança Pública para também serem professores de estratégia organizacional da Polícia Comunitária.
foto

HPM – Novo comando

O Ten-Cel Linhares está no comando do Hospital da Polícia Militar. Ele substitui o Ten-Cel Westerson. O novo comando assumiu o compromisso de dar continuidade aos serviços e projetos desenvolvidos no HPM. A passagem de comando contou com a presença do Chefe do Estado Maior da PMMG, Cel Bicalho.


Visualizar

Cigarros estavam sendo retirados de caminhão e colocados em armazém. 
Polícia também apreendeu arma, munições e R$ 15 mil.

Michelly OdaDo G1 Grande Minas
Cigarros estavam dentro de cmainhão com placa do Paraná (Foto: Divulgação / Polícia Militar)Cigarros estavam dentro de caminhão com placa do Paraná (Foto: Divulgação / Polícia Militar)
Cinco pessoas, com idades entre 29 e 53 anos, foram presas por contrabando e descaminho nesta segunda-feira (24), em Buritis, no Noroeste de Minas. Com eles as Polícia Civil e Militar apreenderam 900 caixas de cigarros, que vieram do Paraguai.
Polícia apreendeu arma, munições e dinheiro (Foto: Divulgação / Polícia Militar)Polícia apreendeu arma, munições e dinheiro
(Foto: Divulgação / Polícia Militar)
Segundo a polícia, os envolvidos foram abordados quando descarregavam os cigarros em um armazém na Rua Cristóvão Colombo, no Bairro Taboquinha. As caixas estavam sendo retiradas de dentro de um caminhão com placa do Paraná.
Dentro do estabelecimento a polícia apreendeu uma arma, 56 munições e R$ 15 mil. As cinco pessoas foram levadas para a delegacia, junto com o material apreendido.



Dois homens são presos por tráfico de drogas em Várzea da Palma, MG

Com os suspeitos a polícia encontrou 35 pedras semelhantes ao crack.
Eles foram conduzidos para a delegacia de Pirapora.

Do G1 Grande Minas
Políciais chegaram até os suspeitos após receberem denúncia anônima (Foto: Divulgação / PM)Policiais chegaram aos suspeitos após uma
denúncia anônima (Foto: Divulgação / PM)
Dois homens foram presos neste domingo (23) em Várzea da Palma, Norte de Minas, por suspeita de tráfico de drogas.
A polícia chegou aos suspeitos após receber uma denúncia anônima de que os jovens estariam comercializando drogas.

 O suspeitos foram detidos na Vila Aparecida, e com eles foram encontrados uma pedra bruta de substância semelhante à maconha e um invólucro contendo 35 pedras de sustâncias análogas ao Crack.

Os suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Pirapora juntamente com o material apreendido.

Homem é preso por falsificação e estelionato em Brasília de Minas

Ele tentava vender perfumes falsificados e adulterados em feira livre.
PM suspeita que dentro dos fracos tenha água e álcool combustível.

Do G1 Grande Minas
Perfumes (Foto: Polícia Militar)PM apreendeu 24 frascos de perfumes
(Foto: Polícia Militar)
Um homem foi preso por falsificação e estelionato na manhã deste sábado (22), emBrasília de Minas, no Norte do Estado.
De acordo com a Polícia Militar, o suspeito tentava vender perfumes falsificados e adulterados em uma feira livre, que ocorre aos sábados e domingos na cidade. A PM chegou até ele após denúncias anônimas e apreendeu 24 perfumes.
Ainda segundo a polícia, a suspeita é de que  tenha água e álcool combustível dentro dos frascos. O homem disse à PM que adquiriu os produtos em São Paulo. Ele foi conduzido à delegacia.

Suspeitos de assaltar casal de idosos são detidos em Montes Claros, MG

Com os suspeitos foram apreendidos armas, drogas, balança e dinheiro.
Eles foram encaminhados para a delegacia e devem ser ouvidos.

Do G1 Grande Minas
Objetos foram encontrados com os suspeitos de cometerem o assalto (Foto: Max Andrade/Inter TV)Objetos foram encontrados com os suspeitos de cometerem o assalto (Foto: Max Andrade/Inter TV)
Três homens foram presos e um menor detido na tarde desta sexta-feira (21), suspeitos de assaltar um casal de idosos no Bairro Esplanada, em Montes Claros, Norte de Minas, durante a manhã do mesmo dia.
De acordo com a PM, seis homens armados, renderam os idosos no portão da casa deles. Depois os suspeitos amarraram e agrediram as vítimas,  entraram na residência e roubaram cerca de R$ 25 mil que estavam dentro de um cofre, documentos, um veículo e vários objetos .

Com apoio de um helicóptero, o veículo foi localizado abandonado, na Rua I, Bairro Belvedere I, e apreendido. Durante rastreamento os policiais militares localizaram e apreenderam os quatro suspeitos e parte do dinheiro roubado. Segundo informações da Polícia Militar, com os suspeitos foram apreendidos armas, drogas e uma balança.
A polícia continua buscas para localizar os outros suspeitos.
Visualizar