Twitter Facebook Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

QLO

Polícia no Local

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Grupo cerca quartel, troca tiros com a PM e explode caixas eletrônicos no interior de Minas

Ao menos oito homens participaram da ação em Espinosa, na Região Norte de Minas Gerais. Os criminosos deram tiros para inibir a PM

em.com.br
Agência do Banco do Brasil ficou completamente destruída (foto: Polícia Militar/Divulgação)

Moradores de Espinosa, cidade de aproximadamente 32 mil habitantes  localizada na Região Norte de Minas Gerais, viveram momentos de terror na madrugada desta quarta-feira, quando criminosos fortemente armados explodiram caixas eletrônicos de uma agência do município. A quadrilha cercou o quartel da Polícia Militar (PM) e fez vários disparos. Houve troca de tiros, mas ninguém se feriu. Os homens fugiram e ainda não foram encontrados. Esse foi o segundo ataque em menos de 60 dias no município. 

A ação da organização criminosa começou por volta das 3h20. De acordo com a PM, aproximadamente oito homens armados chegaram à cidade em dois carros e duas motos. “Dois deles entraram na agência com picaretas e fizeram buracos nas máquinas, para depois colocar os explosivos. Dois ficaram nos carros e outros dois cercaram o quartel e começaram a dar tiros para o alto”, explicou o cabo Dênis Borborema Cruz. 

O momento de terror dos moradores começou quando os criminosos cercaram o quartel. Os policiais militares revidaram aos disparos. Em seguida, ao menos três explosões sequenciais foram ouvidas. “A primeira dinamite falhou e eles colocaram novamente. Foi uma ação muito rápida”, descreveu o cabo. 


Três caixas eletrônicos foram explodidos pelos criminosos (foto: Polícia Militar/Divulgação)

A quadrilha fugiu levando uma quantia em dinheiro, mas o valor não foi divulgado pelo banco. A agência foi totalmente destruída com a força da explosão. Diversas notas ficaram espalhadas pelo chão, algumas queimadas. Cápsulas de calibre 380 e 12 foram recolhidas no entorno da agência bancária e do quartel da PM. 

Ações do tipo estão sendo comuns em cidades pequenas do Norte de Minas, segundo a PM. Em menos de 60 dias, foi a segunda explosão em Espinosa. “Também tivemos ações em cidades vizinhas. Até já esperávamos esse tipo de ataque aqui. Estamos precisando de mais serviços de inteligência para tentar coibir este tipo de ação”, disse o cabo Dênis Borborema.  

A PM encaminhou à Polícia Civil imagens de câmeras de segurança de pontos de comércio e residências que flagraram a ação dos criminosos. A intenção é identificar cada homem que participou da explosão dos caixas.
(RG)
Compartilhar:

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

PALAVRA DO COMANDANTE GERAL DA PMMG - Previdência

Compartilhar:

MAJOR OLIMPIO DETONA:Queremos a desmilitarização e greve geral das polícias

Compartilhar:

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Deputados votam na calada da noite, enquanto o país estava de luto pela tragédia das vítimas do acidente aéreo na Colômbia.



Ontem, na calada da noite, enquanto o país estava de luto pela tragédia das vítimas do acidente aéreo na Colômbia, deputados sem nenhum pudor confirmaram o que venho dizendo há muito tempo. Esfacelaram o projeto de iniciativa popular das 10 Medidas de Combate à Corrupção, que contou com mais de 2 milhões de assinaturas, para afrontar e exterminar com a Lava-Jato. 
A onda de lama quer arrastar para a vala comum da impunidade crimes cometidos contra a democracia, as finanças públicas e a vida dos cidadãos. Buscam retaliar e intimidar a Justiça para não haver investigação e nem punição. Um sistema judiciário intimidado e com medo dos criminosos é a antessala da barbárie política e social.
Esse fosso entre representantes e representados é o nó górdio que fragiliza nossa democracia, empurra para o abismo as conquistas sociais, econômicas e institucionais dos últimos 30 anos e gera nas pessoas um sentimento de desesperança e indignação. Não temos que nos render às circunstâncias. Podemos inundar o lago da política com águas limpas, de outras fontes. Leiam o artigo de Marina Silva, "Para além das circunstâncias", para o Valor Econômico - bit.ly/2fL84k0



Compartilhar:

Destaques Vales de Minas

Compartilhar:

Destaques Grande Minas

Homens roubam carro, trocam tiros com a PM e são presos em MG

Ocorrência foi registrada pela Polícia Militar em Montes Claros.
PM apreendeu pistola e submetralhadora com os três presos.

Do G1 Grande Minas

Viatura foi atingida por disparos durante a troca de tiros (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Viatura foi atingida por disparos durante a troca de tiros (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Três homens de 19, 22 e 29 anos foram presos depois de roubar um carro e trocar tiros com a Polícia Militar em Montes Claros (MG) nessa terça-feira (29). Uma submetralhadora e uma pistola foram apreendidas com eles. A PM ainda faz buscas por outros envolvidos nessa quarta-feira (30).
Uma das armas apreendidas com os assaltantes (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Uma das armas apreendidas com os assaltantes
(Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Segundo as informações da PM, os criminosos chegaram de moto na Rua Lagoa Baixa, no Carmelo, e roubaram um automóvel. Durante as buscas os militares visualizaram os assaltantes fugindo em alta velocidade pela Rua Imperatriz Leopoldina, sentido ao Anel Rodoviário.
De acordo com a PM, já na rodovia que dá acesso a Pirapora (MG), o grupo atirou contra os militares, que revidaram. Ninguém ficou ferido. Depois de abandonar o carro roubado os criminosos fugiram por um matagal, mas acabaram detidos. Há informações de que outro veículo alugado iria dar fuga para o grupo. A PM procura por outros envolvidos no crime.

PM recupera carro e objetos roubados de comerciante em São Francisco

Crime foi na noite de terça-feira (29), na comunidade de Retiro do Morro.
Após denúncia, PM encontrou carro roubado e objetos em uma mata.

Do G1 Grande Minas

Objetos estavam escondidos em uma mata, na comunidade de Vargem Grande (Foto: SD Raphael Ferreira/PM)Objetos estavam escondidos em uma mata, na comunidade de Vargem Grande (Foto: SD Raphael Ferreira/PM)
A Polícia Militar recuperou, nesta quarta-feira (30), diversos objtetos que haviam sido roubados de um comerciante em São Francisco, no Norte de Minas. Segundo a Polícia Militar, o crime foi na noite de terça-feira (29), no povoado de Retiro do Morro.
Os militares afirmam que dois homens chegaram no bar da vítima e pediram uma bebida, mas, quando o comerciante iria serví-los, eles anunciaram o assalto. A dupla fechou as portas do estabelecimento e roubaram diversos aparelhos eletrônicos, roupas e celulares. Eles fugiram levando ainda o carro da vítima.
Na manhã desta quarta-feira a polícia recebeu uma denúncia de que o carro estava abandonado em uma estrada que liga ao povoado de Vargem Grande. Policiais foram ao local indicado e, durante buscas na mata próxima, encontraram parte dos objetos roubados nesta terça-feira.
A PM informou também que o veículo foi devolvido ao proprietário e os objetos roubados foram levados para a delegacia.
Compartilhar:

Quadrilha que explodia caixas era comandada de dentro do presídio

Dezenove mandados de prisão foram cumpridos em Uberlândia.
Ação foi realizada em conjunto; investigações duraram quatro meses.

Karla Pereira e Fernanda VieuraDo G1 Triângulo Mineiro

Investigações da Operação “Dinamite” apontam que o chefe de uma quadrilha especializada em explosão de caixas eletrônicos agia de dentro do Presídio Professor Jacy de Assis, em Uberlândia. Ao todo, 19 mandados de prisão preventiva foram cumpridos pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco), na manhã desta terça-feira (29).
Segundo o delegado chefe da Polícia Federal, Carlos Henrique Cotta D'Angelo, eles são suspeitos de cometerem ataques com explosivos em agências de Minas Gerais e Goiás. A operação é resultado de um trabalho integrado entre as Polícias Federal, Civil, Militar, Rodoviária Federal, Secretaria de Estado de Defesa Social e Superintendência Executiva de Administração Penitenciária e durou cerca de quatro meses.
D'Angelo informou que,  após grampear telefone dos suspeitos, a polícia identificou áudios onde um dos chefes da organização criminosa fala, em código, com um indivíduo que encontra-se encarcerado, sobre explosão de caixas eletrônicos. Nas conversas os criminosos citam o crime como se fosse uma festa e falam os nomes dos “convidados”. O chefe também diz que eles têm que “trabalhar” agora para “descansar” no Natal.
operação dinamite Uberlândia (Foto: Stanley Matias/G1)Foram apreendidos armas e materiais utilizados
nas explosões (Foto: Stanley Matias/G1)
Ainda de acordo com D'Angelo, estas prisões colocam Uberlândia como exportadora de criminosos especializados em explosão de caixas eletrônicos. “Uberlândia é o polo dessa organização. Podemos dizer que estamos exportando esse tipo de tecnologia de crime. Nós temos ocorrências deles no país todo. Vamos continuar investigando esses grupos que mantém residências aqui na cidade”, completou ele.
Outros três conduzidos durante a operação também agiam de dentro do presídio. Além dos suspeitos, foram apreendidos dois revolveres, quatro pistolas, uma escopeta calibre 12, colete à prova de balas, gavetas de caixas eletrônicos e miguelitos feitos com pregos.
O material apreendido e os suspeitos presos serão encaminhados à Delegacia de Polícia Federal, onde serão ouvidos e levados ao presídio. Eles podem responder por organização criminosa armada, furto qualificado, posse de arma de calibre restrito, posse de explosivo, latrocínio tentado e roubo.
Compartilhar:

Amigos do Blog

Postagem em destaque

Militar encontrado!

Acabo de receber a notícia que o Policarpo foi encontrado e se encontra com a esposa. Segundo informações ele está bem!!!🙏​​🙏​​🙏​​

Minha lista de blogs

Copyright © QLO | Powered by Blogger
Design by | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com