Loading...

domingo, 25 de março de 2012

Morre mais um ipatinguense do acidente na BR-040


O velório ocorre na capela do Cemitério Parque Senhora da Paz



CARLOS ROBERTO / JORNAL HOJE EM DIA
I017665.jpg

IPATINGA – Será sepultado as 17h deste sábado (24) no Cemitério Parque Senhora da Paz, em Ipatinga, o corpo de Douglas Sena, 20 anos, outra vítima do acidente com um ônibus da empresa ipatinguense Conenge, ocorrido na tarde de sábado (17) na BR-040, no município de Curvelo, na região Central de Minas.
Douglas estava internado em estado grave no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, desde o último domingo (18) com politraumatismo e morreu por volta das 9h da manhã de sexta-feira (23). Douglas Sena era solteiro e residia na rua Varginha, Centro de Ipatinga.



 
Sobe para 16 o número de mortos em trágico acidente com ônibus

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o motorista do ônibus teria feito uma ultrapassagem perigosa em uma curva da BR-040
Enterro das vítimas do acidente, na semana passada: 16ª vítima foi sepultada ontem  (Crédito da foto: Gizelle Ferreira/Arquivo DP) DIÁRIO POPULAR
IPATINGA – Foi sepultado na manhã de ontem (24), no Cemitério Parque Senhora da Paz, o corpo de mais uma vítima do acidente com o ônibus da Conenge, ocorrido há uma semana. Douglas Sena, que estava internado, faleceu na tarde de sexta-feira (23). Com isso, sobe para 16 o número de mortos no acidente. 
A trágica batida, na tarde de sábado (17), envolveu uma carreta e um ônibus da empresa Conenge, na BR-040, altura do km 393, na cidade de Felixlândia, região Central de Minas. Foram 16 mortos, 28 feridos e 10 pessoas com pequenas escoriações.
O motorista do ônibus teve apenas o braço quebrado. O coletivo transportava 45 funcionários da Conenge, empreiteira de Ipatinga. Eles voltavam para a cidade após trabalharem por uma semana em Paracatu, na Região Noroeste do Estado, quando o ônibus se chocou contra a carreta, que vinha de Santo André (SP) com destino ao Ceará.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o motorista do ônibus teria feito uma ultrapassagem perigosa em uma curva da BR-040. Segundo trabalhadores que não se feriram, uma antena eólica, em formato de tubo de aço, rasgou toda a lateral do ônibus, quando o motorista que transportava os trabalhadores tentou uma ultrapassagem. Todos os mortos e feridos graves estavam sentados deste lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More