Loading...

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Chefe do tráfico é assassinado em Timóteo

Homem morto na tarde desta terça-feira era um conhecido criminoso da cidade, afirma a polícia  
Lairto Martins / JVA

Muitos moradores do Bairro Esplanada saíram de suas casas e foram à Rua Haiti para ver o cadáver do homem

TIMÓTEO – A disputa por um ponto de vendas de drogas pode estar por trás de mais um assassinato no Vale do Aço. José Lúcio Alves, de 53 anos, foi morto a tiros e facadas na tarde desta terça-feira (31), no Bairro Esplanada, em Timóteo. Segundo a polícia, ele era um conhecido traficante e estava sendo investigado. Ainda seria um dos chefes do crime na cidade e muito temido entre moradores da região onde morava. 

O homicídio aconteceu na Rua Haiti, no local conhecido como “Invasão do Esplanada”. Durante as análises de praxe no corpo, o perito Izaque Vasconcelos, da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (1ª DRPC) de Ipatinga, encontrou uma bucha de maconha e porções de cocaína e crack em meio aos pertences de José Lúcio.
Conforme o capitão Sérgio Renato, comandante da PM em Timóteo, a vítima estava envolvida no tráfico de drogas e em outros crimes. José Lúcio tinha residências nos bairros Bela Vista e Ana Moura, que chegaram a ser alvos de operações da Polícia Militar. A casa que fica perto do local onde ele foi morto estaria sendo usada apenas para a venda de drogas.   

Lairto Martins 

O perito Izaque Vasconcelos encontrou drogas em meio aos pertences da vítima

Tiros 

Testemunhas revelaram que José Lúcio foi assassinado logo depois de se envolver em uma confusão. Ele recebeu tiros nos braços e na cabeça e, ainda, foi esfaqueado no pescoço. O delegado Vitor Matsuoka também esteve no local do assassinato e reiterou que a vítima era um perigoso traficante. O policial civil revelou que um suspeito já foi identificado, mas que não podia passar mais detalhes sobre ele para não comprometer as investigações. Uma blusa de frio que seria do assassino foi localizada nas imediações do local do homicídio. 
Quando a PM chegou à Rua Haiti, José Lúcio estava caído sem vida perto de um matagal, à beira de uma pequena estrada de terra. 
Reprodução 
José Lúcio recebeu tiros nos braços, na cabeça e também foi esfaqueado no pescoço
  
A caminhonete da vítima, a Volkswagen Saveiro placas GQN-8759, estava estacionada como uma das janelas aberta no pé do morro que dá acesso ao lugar onde o crime aconteceu. O caso é investigado pela Polícia Civil e qualquer informação que leve ao paradeiro de quem matou José Lúcio pode ser passada à polícia através do disque-denúncia 181. 

Prisão 
No dia 31 de agosto de 2007, o jornal VALE DO AÇO noticiou que a PM de Timóteo, de posse de um mandado de busca e apreensão, foi até a Rua Colômbia, no Bairro Esplanada, na residência de José Lúcio. A polícia não encontrou nada no local, mas no momento da busca recebeu a denúncia de que José Lúcio estava em uma moto Honda XR, 200cc, placa GXR-7894, de Santana do Paraíso, seguindo com dois menores montados em bicicletas para a localidade conhecida como “Campinho”. A equipe policial foi até o lugar e avistou o trio, que fugiu deixando a moto e as bicicletas, além de 84 pedras de crack, 16 buchas de maconha e um tablete da droga pesando 30 gramas. Em 23 de junho daquele ano, no Bairro Ana Rita, José Lúcio já tinha conseguido fugir da polícia, quando escapou na mesma moto. Davi Ferreira de Carvalho, 18, que estava em sua companhia, pulou da garupa da moto, mas acabou sendo preso com 450 gramas de maconha. Na ocasião, ele disse que a droga era de José Lúcio.

2 comentários:

O espaço de comentários do blog são moderados.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More